7 factos interessantes sobre o vidro automóvel 

7-factos-interessantes-sobre-o-vidro-automóvel

O vidro revolucionou o mundo de várias formas e provou ser inestimável em muitas indústrias, especialmente na indústria automóvel. Desde o início da revolução industrial, a indústria do vidro automóvel tem vindo a evoluir, com investigação e evolução no fabrico de vidro automóvel para a segurança dos condutores.  Fique a conhecer alguns factos sobre o vidro automóvel que talvez não conheça!

 

1. Na década de 1900, os para-brisas não eram um padrão

Quando os primeiros automóveis foram lançados, o para-brisas era um complemento que só os mais ricos podiam comprar. Em 1915, a Oldsmobile começou a colocar para-brisas em todos os seus veículos.

 

Ford Modelo T
Ford Model T 1908

 

 

2. Tem qualidade óptica

Ao contrário de um vidro "normal" (por exemplo, o de uma janela), o para-brisas oferece uma qualidade ótica alta. O que isto significa? Significa que o vidro ao para-brisas nunca vai distorcer a imagem, pelo menos, nas principais áreas de visualização.
Para um para-brisa funcionar de forma perfeita a nível ótico, as suas faces devem ser paralelas em todos os pontos. Caso contrário, a luz curvar-se-ia ao passar e funcionaria como uma lente. Para isso, é utilizado um processo de fabrico especial chamado "gravity bending" – que consiste em que o peso do vidro é exatamente o seu próprio peso, combinado com um aquecimento localizado e preciso, que deforma as lâminas de vidro do para-brisa até atingir a forma definida para cada modelo automóvel.
 

3. As escovas limpa para-brisas foram inventadas por uma promotora imobiliária

Mary Anderson era uma promotora imobiliária de sucesso do Alabama, a quem foi atribuída a patente do que na altura chamou "um dispositivo de limpeza de janelas", que mais tarde ficou conhecido como escovas limpa para-brisas. Mary criou um protótipo que consistia em escovas de madeira com mola e lâminas de borracha. Estas estavam ligadas a uma alavanca no interior do veículo, que o condutor podia puxar para libertar o braço e limpar a neve, a chuva e os detritos.

 

mary-anderson-e-limpa-para-brisas
Mary Anderson e a invenção das escovas limpa para-brisas

 

4. A invenção do vidro laminado de segurança foi um acidente 

Em 1903, enquanto trabalhava no seu laboratório, o químico francês Edouard Benedictus derrubou acidentalmente um frasco de vidro. Ele notou que o frasco não se partiu em pedaços no chão, mas manteve-se unido com uma fenda em forma de teia de aranha no vidro. Acontece que o frasco de vidro estava revestido com nitrato de celulose, um plástico líquido transparente, que não tinha sido lavado. O vidro à prova de estilhaços foi mais tarde patenteado por esse mesmo cientista em 1909.

 

5. Os pontos pretos têm um propósito

Já se perguntou para que servem aqueles pequenos pontos pretos nas bordas do para-brisa? Em meados de 1900, os fabricantes de automóveis começaram a instalar os vidros dos carros com cola em vez de fixações metálicas. A cola fazia o trabalho, mas não tinha um aspeto muito bonito. A solução foi cobri-la com uma guarnição preta com um padrão de meio-tom (pontos). A guarnição e os pontos são feitos de tinta cerâmica e cozidos no vidro para garantir que não se deterioram. 

 

pontos-negros-vidro-carro
Pontos negros que existem no vidro automóvel


Fique a saber mais neste artigo: Para que servem os pontos pretos no vidro do seu carro?

 

6. Os vidros traseiros e laterais são fabricados com um tipo de vidro diferente do para-brisas

Enquanto o para-brisas é feito de vidro laminado, os vidros traseiro e lateral são feitos de vidro temperado - o mesmo tipo de vidro do ecrã do seu smartphone. Embora seja um vidro forte, pode partir-se. O vidro temperado foi concebido para se partir em centenas de pequenos fragmentos. Esse tipo de estilhaçamento diminui o risco de ferimentos graves e ajuda na fuga do veículo em caso de incêndio.

 

7. O vidro automóvel é vital para a integridade estrutural e a segurança de um veículo

O para-brisas não protege apenas das condições climatéricas e dos detritos exteriores enquanto conduz. Este oferece cerca de 30% de suporte estrutural a um veículo e é considerado um equipamento de segurança, juntamente com airbags e cintos de segurança. Na verdade, os airbags para automóveis utilizam o para-brisas para serem acionados corretamente, uma vez que o vidro ajuda a posicionar corretamente o airbag no momento do impacto. Mesmo uma pequena lasca ou fissura no vidro pode enfraquecer a sua integridade estrutural e, consequentemente, afetar negativamente a integridade estrutural do veículo. Resumindo, conduzir com uma fissura no seu para-brisas não é boa ideia! O melhor é resolver a situação o mais depressa possível. Agende a sua reparação ou substituição connosco, tratamos do seu problema!

 

FAÇA JÁ A SUA MARCAÇÃO ONLINE! 

 

vidro-automovel-integridade-estrutural



Saiba mais sobre a Glassdrive